News Update :
Home » » 7 de Setembro: Colônia muda de mãos apenas!!!

7 de Setembro: Colônia muda de mãos apenas!!!

            O grito de independência aguardado pelos brasileiros, desde o trucidamento de Tiradentes, foi vazio, frívolo até, na data que se comemora anualmente como redenção política e econômica de nossa Pátria.

            A Colônia, até então portuguesa, passa para mãos da nacionalidade tupiniquim, mas, nem em 1889, conseguimos nos livrar das amarras plutocráticas que subjugam o nosso povo, asfixiando os anseios legítimos de uma pseudo democracia, apenas propiciadora de vasta, senão vastíssima, corrupção!

            Plutocracia ou Aristocracia se confundem porque ambas têm por objetivo administrar e governar para a grande burguesia, que atualmente está mesclada de políticos profissionais, empresários e asseclas, os quais tudo fazem para permanecer no poder, tripudiando sobre a população brasileira.

            Neste caso típico somos ainda uma Colônia, dirigida pelos que conseguem sempre chegar ao poder através de métodos nem sempre lícitos, melhor dizendo, negociando ou comprando votos de eleitores também corruptos.

            Demonstração clara do poderio colonial é o ritmo empregado para dividir o bolo tributário do país, ou seja, tudo quanto se arrecada em impostos, taxas e quejandos. O bolo tem o porcentual de 100%, mas a Colônia, isto é, os que nos colonizam como Federação ficam com a parte do leão, mais de 60%, enquanto 40% são distribuídos, primeiro, em maior número, aos estados. Municípios ficam por baixo e não tem como reclamar, senão através de um movimento popular tipo caras-pintadas, para não apelarmos para outros tipos de sublevação!!!

            É preciso evoluir, sair deste modelo autoritário, anti-racional e também anti-ecológico, porque os fenômenos ecológicos, ou ecopolíticos, acontecem nos municípios, primeiro, infalivelmente.

            A forma administrativa de autogoverno pode propiciar novo tipo de lidar com a produção, comércio e serviços, distinguindo-se, primariamente, os entes menores da federação, sede de todo PIB nacional, porque estados e federação apenas gastam, e como!

            Um plebiscito pela escolha do autogoverno será bem visto até pela ONU, graças ao Pacto de 26 de dezembro de 1966, que o Brasil assinou e se comprometeu a cumprir, assim como se alinhou à Declaração Universal dos Direitos Humanos.

            O autogoverno poderá criar Cidades-Estados, como existentes em outros países, fazendo com que reine a mais saudável harmonia entre capital & trabalho, civis e militares, incluídos e excluídos, coisa que não aconteceu ainda, no país, embora D.Pedro I tivesse proclamado um tipo de independência “dependente”...

            AME FUNDAÇÃO trabalha pela nova forma de governo, que levará o povo brasileiro à realização de todos os seus objetivos, enquanto cuidamos do planeta que nos hospeda graciosamente.
Share this article :
 
Design Template by panjz-online | Support by creating website | Powered by Blogger