News Update :
Home » » Autogoverno, que bicho é este?

Autogoverno, que bicho é este?

Ame Fundação tem recebido centenas de e-mails e ligações telefônicas sobre o modelo político (ou forma de governo) “autogoverno”, mas, alguns põem em dúvida a possibilidade em promovermos a transição ecodemocrática do atual modelo colonialista-imperialista truculento, opressor, anti-ecológico e absurdamente anti-democrático para outra variante.

Se apelarmos para a cultura jurídica do grande escritor baiano Rui Barbosa, podemos inferir que, na verdade, não temos um governo democrático, pois como afirmava Rui, só se entende democracia com o povo no governo, mas isto não ocorre no Brasil nem em países da América Latina.

O que temos nos governando, em todos os sentidos, quer legislativo ou executivo, é uma espécie de empresas comerciais, ou seja, elementos (que nome mais apropriado para esta designação?) a serviço de corporações, ou seja, grupos financeiros. São seus serviçais e estão a se lixar para a população, e também para  seus próprios eleitores!

Ponto capital: autogoverno será a redenção do povo, ou melhor, será como passar as rédeas do poder à comunidade que, elegendo Conselhos Comunitários, comandará a libertação dos municípios do jugo federativo colonialista, rançoso, anti-democrático e também anti-ecológico, para o modelo Cidade-Estado quando então os municípios honrarão racionalmente o título de célula-máter da nação.

Os municípios trabalham, produzem a riqueza do país, mas são constrangidos a pedir esmolas ao governo federal, assim como os Estados (províncias), porque o vocábulo Estado confunde ainda muita gente!

Vamos ter que virar a mesa, lutar pela melhor distribuição do bolo tributário. Atualmente, os municípios estão sufocados com a irrisória porcentagem de 16 a 17%, enquanto a federação morde quase 70%. Isto é desumano, anti-natural e vergonhosamente colonial.

Se o colonialismo teve seus dias contados com a proclamação da Independência, em 7 de setembro de 1822, por que essa excrescência continua até hoje?

Vamos usar nossas forças, unindo trabalhadores, estudantes, civis e militares, e lutar pela adoção do AUTOGOVERNO entre nós, como estão a fazer nações civilizadas como na Ásia e na Europa.
Share this article :
 
Design Template by panjz-online | Support by creating website | Powered by Blogger