News Update :
Home » » Você luta por alguma coisa?

Você luta por alguma coisa?

Claro, todos nós temos um ideal, um propósito de estarmos aqui no planeta Terra, sediados em algum  lugar, não é?

Bem, o lugar onde moramos, trabalhamos e mantemos família, parentes, amigos e conhecidos tem um nome, ou vários: bairro, cidade, MUNICÍPIO!

Sim, é no MUNICÍPIO que geralmente trabalhamos e fazemos força para que o país se desenvolva e gere benefícios para todos, indistintamente. Esta é nossa percepção do mundo, não só no Brasil, mas em qualquer parte.

Todavia, não devemos esquecer que todo mundo paga impostos e taxas, uma enormidade de contribuições para que o país avance e o município tenha como atender todas as reivindicações da comunidade.

Você sabe o que é feito com os impostos e taxas que pagamos sobre tudo que fazemos ou consumimos? Vai formar o bolo tributário, ou seja, a aglomeração dos impostos arrecadados em todo o país. Aí entra a divisão, muito esquisita, por sinal.

Veja como é feita a divisão do bolo tributário, dos impostos que pagamos: 60% ficam com a federação; 24% vão para os estados; 16% (quando muito!) vão para os que produzem a riqueza nacional, o PIB-Produto Interno Bruto, isto é, os MUNICÍPIOS!

Ingratidão ou desmoralização? Tanto faz, o importante é você saber que você é um dos que produzem o PIB brasileiro e faz parte da grande massa produtiva, que sustenta os gastos faraônicos da federação e também dos estados!!!

Como mudar? Estamos desfraldando a bandeira do autogoverno, conforme Pacto da ONU, de 26 de dezembro de 1966, com o fim de escolhermos a forma de governo mais natural, ecológica, ou melhor, ecopolítica, para transformarmos nossos municípios em CIDADES-ESTADOS, onde o povo ajuda a governar e a fiscalizar o dinheiro público. Lutamos pela melhora da fatia do bolo tributário, invés de 16%, que seja, pelo menos 30% (alguns defendem 50%), para que não faltem verbas nos municípios e os prefeitos e vereadores não sejam compelidos a pedir reforços da federação, o que gera quase sempre a pandêmica corrupção que infelicita a nação brasileira.

Precisamos de enfoque novo, natural, à forma de governar para que o país avance no rumo certo e se iguale a outras nações que estão experimentando esta nova forma de governo, ou seja: cidades-estados, naturalmente verdes, desenvolvidas, mas com muito mais respeito aos que produzem a riqueza nacional.

Com esta variante, nossa combalida democracia será fortalecida em forma de ECODEMOCRACIA, quando os méritos pessoais e profissionais serão realçados, terão o justo valor.

FAÇA PARTE DO AUTOGOVERNO. É SIMPLES, ÉTICO, CITADINO, ECOPOLÍTICO. LUTE PELA ECODEMOCRACIA, INSCREVA-SE NA AME FUNDAÇÃO MUNDIAL DE ECOLOGIA.

 

www.ecologia.org.br  - jornalverdemunicipalista.net.br  - amefundacao@gmail.com  amefundacao@uol.com.br
Share this article :
 
Design Template by panjz-online | Support by creating website | Powered by Blogger