News Update :
Home » » A VIDA EM PERIGO!

A VIDA EM PERIGO!

ECOLOGIA TOTAL, JÁ!
A VIDA EM PERIGO!
 VEJA A LISTA DOS POTENCIALMENTE CANCERÍGENOS

De acordo com a Comissão Europeia dos Perturbadores Endócrinos, foram catalogados, a partir de 2.000, cerca de 575 substâncias com riscos potenciais, comprovados em estudos através de literatura científica. As análises de tais elementos chegaram em 2007 em maior fase, quando foi possível um estudo mais profundo.

“A rigor os órgãos governamentais não estão diretamente interessados no futuro da espécie humana, mas apenas na conservação da natureza, como se apenas isso constituísse a base da Ecologia.”

 CLASSIFICAÇÃO DESTAS SUBSTÃNCIAS
Com base nos resultados  das análises efetuadas sobre organismos intactos, e em vidro, foi realizada uma subdivisão em três categorias:
Categoria 1 – há estudos efetuados sobre um organismo quando se obteve provas sobre a capacidade de interferência das substâncias no sistema endócrino. A esta categoria pertencem 194 elementos.
Categoria 2 – Potenciais perturbadores endócrinos. As provas in vitro indicaram para tais substâncias  um provável efeito de interferência no sistema endócrino. Aqui estão classificados 125 elementos.
Categoria 3 – Não há dados científicos para incluir tais elementos nas categorias precedentes. Nesta categoria estão catalogados 109 elementos e, finalmente, 147 elementos que não foram analisados.
AS SUBSTÃNCIAS
Este é o aspecto mais relevante. Onde encontrar tais substâncias e como individualiza-las?
Como sabemos, temos 194 substâncias elencadas na categoria 1, e podemos subdividi-las em grupos homogêneos dentro de suas funções e, assim, indicar os principais elementos que fazem parte do grupo.
Muitas substâncias estão presentes nos pesticidas, algumas nos aditivos para fabrico de plásticos, outras estão presentes em produtos cosméticos.
Vejamos, então, quais as substâncias presentes na categoria 1 (a que há segurança que podem interferir no sistema endócrino)
O estudo efetuado pela Comissão Europeia subdivide as substâncias presentes na CATEGORIA 1, em três grupos: forte preocupação, média preocupação e baixa preocupação.
CATEGORIA 1 – FORTE PREOCUPAÇÃO
Pesticidas, Inseticidas, Fungicidas, Diserbantes etc.
Clordano, clordecone, mirex, toxafene, trifenilstagno, lindano, HCB (esaclorobenzene), acetochlor,  alaclor, maneb, tiram, metam natrium, zineb, vinclozolin, atrazina, Tri-n-propyltin, tributilstagno, linuron, DDT (não mais utilizado na Europa), bifentrin, cialotrina, deltametrina, resmetrin, carbaryl (pesticida do algodão), lindano (HCH), fenarimol, mancozeb,  metiram, methoxychlor, metribuzin, p-Benzylphenol, pentaclorobenzene (fora do comércio), pentaclorofenol, procimidone, trifuralin, Dichloroaniline.
OBJETOS NOS PLÁSTICOS
FTALATOS  -  BBP (butilbenzilftalato), DBP (dibutilftalato) e DEHP (di (2-etilexil) ftalato), DCHP (dicicloesil ftalato ) : Plastificantes e chupetas, em particular de PVC  . De 1999 o BBP, o DBP e o DEHP não mais utilizados na Europa na fabricação de artigos para crianças que possam leva à boca. De 2007 tais ftalatos não podem ser utilizados também nos brinquedos infantis. Todavia, são utilizados ainda em material para empacotamento de alimentos e capsulas de medicamentos (pílulas), resistentes aos ácidos estomacais.
BISFENOL A:  O Bisfenol A é bem conhecido atualmente pela utilização em mamadeiras e chupetas para crianças, e também utilizado na fabricação de plásticos. Desde 2010, a Europa proibiu mamadeiras com bisfenol A.
A decisão foi aprovada por representantes de 27 países, após longa negociação. A produção de mamadeiras com bisfenol A ficou proibida a partir de março de 2011,  enquanto a comercialização e importação proibidas a partir de junho de 2011. Outro uso do bisfenol A é nas obturações dentais das crianças.

Estireno: utilizado na produção de alguns plásticos, como o poliestireno, como os polímeros utilizados  em “hobbies” e artesanato., assim como nas embalagens de mantimentos.
Epicloridrina: utilizado como estabilizante nos plásticos, solventes  em vernizes, colas e esmaltes para unhas e na preparação de resinas e também como inseticida.
Otifenol: utilizado  em produtos plásticos  como endurecedor.
Policlorobifenil ou PCB – trata-se de um grupo de compostos químicos usados para materiais elétricos, no passado, mas hoje severamente proibidos, que ainda estão no ambiente.
COSMÉTICOS
DEP (dietilftalato):- DEP é o único ftalato empregado nos cosméticos vendido e agregado em pequenas quantidades aos produtos cosméticos com o fim de torna-lo amargo e, portanto, não potável, o álcool etílico eventualmente presente na composição do produto.
Benzofeno 2: utilizado como  UV nos filtros solares
Diidrossibenzofeno: idem, idem
3-benzilido canfora idem, idem
BHA ed E320 (butilidrossianiso) utilizado como anti-oxidante e conservante em cosméticos e alimentos. São utilizadas as seguintes siglas para identifica-los: BHA para cosméticos e  E320 quando em forma de conservante para alimentos.
4-Metilbenzilida Cânfora: utilizada como  UV nos filtros solares
2-etilesil-4-Metossicinnamato: idem, idem
4,4’-bisfenol: utilizado  como conservante, desinfetante, anti-oxidante, perfume e filtro UV em cosméticos.
Cyclotetrasiloxane: emoliente, solvente  cosmético, mas  também com outras aplicações.
Resorcinol: antiséptico e antimicótico utilizados nos produtos cosméticos (peeling_ também na fabricação de colorantes, produtos farmacêuticos.
4-isooctilfenol 4-octilfenol são usados como matéria prima na fabricação de tensio-ativos, detergentes e agentes para banho.
ketoconazol utilizado como fármaco antifugicida e para xampus ou cremes.
OUTRAS SUBSTÃNCIAS
Nonilfenol e Nonylphenolethoxylato: utilizados como detergentes e estabilizantes para uma vasta gama de aplicações da pele, tecidos industriais dos polímeros e vernizes.
IPA, PCB PCT: estão presentes nos combustíveis fósseis e formam-se durante o processo de combustão.
PHDD/ PHDF: formam-se  durante a combustão, durante o curso de diversos processos industriais e de produção de substâncias químicas, como alógenos retardadores de chamas, pesticidas e solventes.
Triclorobenzeno :  utilizado como aditivo nos colorantes, fluidos dielétricos, óleos lubrificantes, métodos de transferência de calor e como solventes de graxas.
Diphenylhexamethylcyclotetrasiloxano : utilizado para várias finalidades, por exemplo próteses mamárias e gordura para cozimento.
Na  CATEGORIA 1 estão presentes ainda substancias com MÉDIA PREOCUPAÇÃO, especialmente utilizados em cosméticos e produtos para crianças.
No trabalho Ecologia Total Já, que escrevemos em companhia do saudoso companheiro dr.Waldemar Ferreira de Almeida, em 1980, estabelecemos:
Se confirmada a afirmativa de Kleith S.Brown de que “nenhum centro acadêmico técnico do Pais, esteja preparando especialistas em Ecotoxicologia Química, quanto menos preparando-os ao nível de perícia e prática exigidos para serem guardiães dos sistemas que sustentarão a vida das gerações futuras”, estaremos, desgraçadamente, diante de fatos consumados, pois a rigor os órgãos governamentais não estão diretamente interessados no futuro da espécie humana, mas apenas na conservação da natureza, como se apenas isso constituísse a base da Ecologia.”
Neste sentido, vale a pena reler a profunda pesquisa da dra. Sônia Corina Hess: “Os disruptores endócrinos são compostos por uma grande variedade de classes químicas, incluindo hormonas, constituintes vegetais, pesticidas, compostos usados na indústria do plástico e em produtos de consumo e em outros subprodutos e poluentes industriais. Alguns estão altamente dispersos no ambiente. Alguns são poluentes orgânicos persistentes (POP) e podem ser transportados a longas distâncias, através de fronteiras nacionais e têm sido encontrados em virtualmente todas as regiões do planeta. Outros são rapidamente degradados no ambiente ou corpo humano ou podem estar presentes por apenas pequenos períodos de tempo. Os efeitos na saúde provocados por disruptores endócrinos incluem uma variedade de problemas reprodutivos, incluindo fertilidade reduzida, anormalidades no trato reprodutivo masculino e feminino, alterações na razão machos/fêmeas, perda de fetos, problemas de menstruação , mudanças nos níveis hormonais, puberdade iniciando mais cedo, problemas comportamentais e cerebrais, funções imunitárias afctadas e vários tipos de cancro. “
Fora desta  listagem, acham-se importantes pesquisas sobre   sementes transgênicas, presentes em produtos comestíveis como farinhas, óleo para cozinha, rações balanceadas etc. e uma grande variedade de alimentos enlatados, águas em frascos plásticos,  e o terrível Benzeno, composto químico que faz parte do estofamento interno dos  modernos automóveis fabricados no Brasil, além de, obrigatoriamente, toda sorte de poluição presente no ar, na água que bebemos, bem como no contato direto ou indireto com águas sem saneamento básico, fatores altamente incidentes de moléstias de largo espectro.
Há, ainda, a radiação ionizante e hertziana, presente na fiação elétrica, nas ondas de rádio, televisão, aparelhos celulares, micro-ondas, ar condicionado, raios X, sem nos esquecermos do potencial perigo proveniente de vazamento de usinas nucleares, além dos resíduos que  permanecem no âmbito externo dos reatores, onde deverão permanecer por milhares e milhares de anos, sujeitos, evidentemente, a cataclismos de toda natureza.
Uma verdadeira batalha pela preservação da Vida depende de atitudes, tanto dos consumidores como também  dos que administram cidades e países. Esta bandeira é o foco da escolha por modelos políticos mais apropriados à saúde, segurança e ao progresso das cidades, razão pela qual o  Pacto da ONU, de 26/12/1966, levou em consideração a importância física e psicológica dos povos, recomendando a escolha da mais condizente forma administrativa para cada nação.
O espantoso crescimento demográfico aponta, com certeza, um tipo administrativo perfeitamente ajuizado para dirigir os destinos humanos, em face das necessidades sociais, que estão se avolumando, razão pela qual AME FUNDAÇÃO MUNDIAL DE ECOLOGIA  trabalha pela aceitação do  autogoverno, representado na cidade-estado, onde a Ecologia verdadeira será tema de fundamental aplicação.
Outra visão de uma ecologia apenas voltada para a conservação da natureza tem de evoluir para acompanhar as exigências científicas do progresso e da justiça social,  sem esquecer que a espécie humana tem maior carência de proteção.

Se puder e tiver interesse na sobrevivência, com lastro na Ecologia Total Já, divulgue este arquivo.


AME FUNDAÇÃO MUNDIAL DE ECOLOGIA – amefundacao@gmail.comamefundacao@uol.com.br – telefones 11-4703-2636 – 4614-7828 – 97235 -3005
Share this article :
 
Design Template by panjz-online | Support by creating website | Powered by Blogger